O Hacklaviva foi um espaço de emancipação tecnológica nascido em Fevereiro de 2009 no Porto.

O espírito continua vivo: Guifi.net; Transparência Hackday; Viva Filmes

Ciclo-transporte de tralhas – esta quartafeira

Publicado: 4 de Abril de 2010 | Por: | Em: Uncategorized | 1 Comentário

O hacklaviva tem um armazem de material informático reciclado, que usa para montar novos computadores a funcionar com software livre. Essas máquinas são usadas em espaços comunitários ou doadas a associações ou pessoas que precisem.

Queremos transportar algum do nosso material da Casa Viva para o espaço novo na rua Conde de Vizela (Gesto) mas queremos experimentar soluções diferentes e divertidas e aproveitar em nosso favor o relevo da cidade.

Por isso convocamos quem estiver interessado para participar num ciclo transporte, na quarta-feira dia 7 de Abril à noite!
A partida é no Marquês do Pombal, o ponto mais alto da cidade, e a chegada na rua do Conde de Vizela, perto da Praça da Liberdade. Encontro as 21h30.
O trajecto é muito facil, com piso de boa qualidade, pouco trânsito a essa hora da noite, e sempre a descer (só na parte final é que sobe um pouco).

O que é preciso levar:

Bicicleta ou outro meio de transporte movido com energia humana. Muita imaginação. Cordas, esticadores etc, para prender os computadores e outro material. Era bom as bicicletas estarem equipadas com grades traseiras (também chamados “porta couves”) ou outra estrutura de transporte de bagagem. Também são úteis carrinhos de levar as compras, que se podem usar como reboques na bicicleta.

O trajecto:

View Larger Map
Um filme para dar ideias:


Cinema mudo

Publicado: 22 de Fevereiro de 2010 | Por: | Em: Novas | 1 Comentário

Numa reunião do Hacklaviva estavamos a pensar no que fazer com um projector semi-avariado que nos tinham oferecido: só funciona a preto e branco. Pensamos então que era apropriado para exibir filmes antigos!

Daí começamos a pensar num processo que, dado um filme normal e um ficheiro de legendas formato “srt”, gera um segundo filme que é a versão “cinema-mudo” do primeiro.

Nesta sábado no aniversário do HV estivemos ver o resultado da experiência. Podem ver aqui um extracto, feito apartir de um episódio de uma famosa série de ficção científica.

Untitled from Daniel Carvalho on Vimeo.

O processo que usamos funciona embora seja extremamente ineficiente! Usamos o programa “ffmpeg” para extrair os frames de um filme e no fim voltar a cria-lo, e o “convert” para gerar os frames das legendas, mais alguns programas feitos em python e algumas shell scripts.

Por exemplo, para criar um frame de legendas apartir da imagem da moldura e adicionando várias linhas de texto, usamos o comando:

convert moldura_base.png -font "Times-Roman" -weight 2 -pointsize 40 -fill white \
-draw "gravity North text 0,100 'primeira linha de texto' \
-draw "gravity North text 0,200 'segunda linha de texto' \
-blur 5 legenda.png

O código completo está em https://bitbucket.org/idnael/mudo/src/.


Terminal desktop integration!

Publicado: 10 de Dezembro de 2009 | Por: | Em: KODE | Comentários Desligados

I have made a few hacks on my Linux/Gnome system with the purpose to make the terminal more friendly with the desktop environment.

Ler o resto desta entrada »


Integração terminal desktop

Publicado: 9 de Dezembro de 2009 | Por: | Em: KODE | Comentários Desligados

Fiz uns hackings em alguns componentes do meu sistema Linux/Gnome, com o fim de tornar o terminal mais bem integrado no desktop.
(read this post in english here)

O que eu queria era muito simples, do ponto de vista do utilizador: Imaginem que executam por exemplo um comando “ls”, e ele escreve um monte de linhas. Porque não hão de poder abrir um desses ficheiros simplesmente clicando no nome no terminal?

Ler o resto desta entrada »


Script greasemonkey para arredondar preços

Publicado: 31 de Agosto de 2009 | Por: | Em: KODE | Comentários Desligados

O que mais se vê nas lojas são os preços terminados em 99. Os vendedores usam este ardil para dar a ilusão que o preço é mais baixo do que realmente é!

Mas se for visitar uma loja online já pode corrigir isso usando esta script que nasceu durante uma conversa no hacklaviva.

Primeiro precisa instalar o GreaseMonkey (só funciona no Firefox), depois instalar esta script. Se quiser que um dado site seja processado pela script, vá ao menu “Ferramentas / Grease Monkeys / Gerir scripts”, escolha a script “onecent” e faça “Adicionar url”.

A script elimina da página os preços terminados em "99", e substitui-os pelos valores arredondados! Exemplo de utilização:

Antes:
amazon_antes

Depois:

amazon_depois

Ver também em usercripts


Apresentação sobre SIG

Publicado: 12 de Abril de 2009 | Por: | Em: Actividades | 3 Comentários

Nesta sexta-feira dia 17 de Abril:

A cartografia ocupa um lugar cada vez mais importante na nossa sociedade, como tal os sistemas de informação geográfica surgem como uma ferramenta capaz de projectar espacialmente diferentes atributos, como distribuição da população, uso do solo, rendimento por habitante….
Existe uma imensidão de softwares SIG capazes de fazerem “n” análises diferente, contudo esses mesmos softwares são extremamente caros. Recentemente começaram a ser desenvolvidos e difundidos softwares de opensource muito poderosos, como é o caso do Qgis (www.qgis.org) e o GVsig (www.gvsig.gva.es) que estão a ter cada vez mais utilizadores.

(esta apresentação vai ser feita pelo António Costa)


(6-3) Workshop de Programaçao en Python

Publicado: 1 de Março de 2009 | Por: | Em: Actividades | 3 Comentários

Isto vai ser na sexta-feira dia 6. Espero estar lá pelas 20h (oito da noite)… se souber que posso aparecer mais cedo, venho aqui actualizar esta informação.

Espero que este workshop de programação em Python seja interessante tanto para os iniciantes como para aqueles um pouco mais avançados.

Para isso vamos começar por dar alguns conceitos introdutórios. Mas enquanto construimos qualquer coisa podemos explorar algumas API’s úteis. Pensei por exemplo no pynotify, que permite a um programa ser notificado sempre que acontecem modificações no file system, como ficheiros criados ou alterados.

Se alguém estiver interessado nalgum assunto em particular, ou apresentar algum tema, está a vontade. Podem deixar um comentário aqui.

Se quiserem ideias, vão dar uma olhada na biblioteca padrão do Python: http://docs.python.org/library/index.html

Eu não sei tudo o que está lá, longe de mim! Mas podemos explorar em conjunto.